Sporothrix schenckii

O fungo Sporothrix schenckii é responsável pela Esporotricose Humana, uma micose subcutânea que surge quando o fungo entra no organismo por meio de uma ferida na pele. A doença pode afetar tanto humanos quanto animais.

A infecção ocorre, principalmente, pelo contato do fungo na pele ou mucosa por meio de trauma decorrente de acidentes com espinhos, palha ou lascas de madeira; contato com vegetais em decomposição; arranhadura ou mordedura de animais doentes, sendo o gato o mais comum.

Os sintomas são parecidos a uma picada de inseto, podendo evoluir para cura espontânea. Em casos mais graves, por exemplo, quando o fungo afeta os pulmões, podem surgir tosse, falta de ar, dor ao respirar e febre.

Exames > Biologia Molecular > Sporothrix schenckii

Confira abaixo os detalhes sobre o exame:

JEJUM:

Não necessita de jejum.

TIPO DE AMOSTRA:

Sangue total (EDTA)

Secreções: escarro; (Ver instruções de coleta)

Biópsia, aspirado de lesões. (Ver instruções de coleta)

AGENDAMENTO PRÉVIO:

Não necessita de agendamento prévio.

PROCEDIMENTO

Automatizado

METODOLOGIA

PCR em Tempo Real

VALOR DE REFERÊNCIA

Negativo

BIÓPSIA E ASPIRADO DE LESÃO

PARA MAIORES INFORMAÇÃO SOBRE COLETA, ENTRAR EM CONTATO COM O LABORATÓRIO.

ESCARRO

Coleta:
A coleta deve ser feita preferencialmente pela manhã, antes da higiene oral e do desjejum. Lavar várias vezes a boca com água pura, gargarejando e bochechando abundantemente, pacientes com expectoração escassa recomenda-se o aumento da ingestão líquida no dia anterior ao exame. Retirar próteses dentárias (caso use). Inspirar, e tossir várias vezes buscando o material mais profundo possível e recolher o escarro diretamente em frasco estéril. Tampar o frasco imediatamente.

Conservação e Transporte:
O material deve ser entregue no laboratório logo após a coleta, caso não consiga entregar em tempo hábil, o mesmo pode ser refrigerado por algumas horas.